Hipnose Conversacional


Não existe uma fórmula secreta ou mágica para fazer uso da hipnose conversacional. Ao invés disso, utilizamos elementos, os quais devem estar presentes em qualquer comunicação, para que ela seja realmente efetiva. Quando utilizamos destes elementos de forma a fazer com que a pessoa mude seu comportamento inicial para aceitar o que está sendo dito, então, conseguimos utilizar da hipnose dentro de uma conversa.



Para se tirar o máximo proveito da hipnose conversacional, o hipnotista deve se utilizar de narrativas e de várias estratégias, enquanto desenvolve o que parece ser uma conversa normal com uma pessoa, ou até mesmo um grupo.


Os elementos componentes da hipnose conversacional são:

  • Motivação;

  • Comunicação;

  • Coerência;

  • Rapport;

  • Feedback; e

  • Linguagem hinpótica.


Os próximos tópicos descrevem componentes que devem estar presentes em qualquer indução que utilize hipnose conversacional.


Motivação

De acordo com o Dicionário Online de Português, o termo “objetivo” significa “propósito; o que se pretende alcançar, realizar ou obter”. É muito importante no início do processo de hipnose, o sujeito determinar seus objetivos. São os objetivos que movem o indivíduo para seu estado de adequação da consciência. Pode-se dizer que determinar os objetivos pessoais seja o princípio básico para que a pessoa que será hipnotizada sinta vontade para deixar ser conduzida.


Comunicação

Na hipnose conversacional, deve-se tirar o máximo proveito de toda a forma de comunicação, tanto verbal, quanto a não-verbal. As palavras somam um percentual muito pequeno em toda a comunicação, portanto, se o interlocutor sabe utilizar a linguagem não-verbal, a hipnose flui de forma muito mais fácil.


Muitos acreditam que a hipnose conversacional trata-se de palavras. Mas, isso não é verdade. Como dito, hipnose é comunicação. E nós somos muito melhores em nos comunicar com gestos e expressões do que com palavras. Esse conhecimento será de grande valia no próximo tópico.


A linguagem corporal, as expressões faciais e o tom de voz não apenas comunicam informações e afetam o modo como as pessoas reagem a você e à sua mente, como também podem fazer com que as pessoas se sintam de determinada maneira.

Já observou que, em uma conversa, se uma pessoa fala baixo, quase sussurrando, a chance das pessoas ao seu redor falarem como ela é bem alta. Sendo que o contrário a esta afirmação também é verdadeiro. Se uma pessoa for aumentando o tom de voz, as outras pessoas aumentarão junto com ela.


Quando você sai de um filme de ação, como está seu comportamento? Calmo ou agitado? E num filme de terror, de romance ou de comédia, seu comportamento será como no filme de ação ou será diferente? Com certeza será diferente. Isso porque você sincronizou sua linguagem corporal aos personagens do filme. As pessoas imitam o que veem. Se você estiver sorrindo, as pessoas que estiverem com você passarão a sorrir também. Em PNL, isso se chama “espelhamento”.


Coerência

Como fazer para aumentar suas chances de convencer alguém? Seja coerente! Não estou falando de coerência apenas nas palavras e no que você diz. Sua linguagem corporal, seu tom de voz e seu comportamento devem estar dizendo o mesmo que suas palavras. Não adianta querer passar uma mensagem de paz e tranquilidade e estar gritando e extremamente agitado.


Quando a comunicação verbal está em sincronia com a não-verbal, isto é, elas passam a mesma informação, você é coerente e passa mais credibilidade. Sua atitude é a primeira coisa que alguém observa durante a comunicação. Sua mente e seu corpo são um sistema único – ao mudar um, o outro deve seguir a mudança. Caso contrário, as pessoas perceberão que existe algo errado, ficarão confusas e perderão o interesse.


Para se tornar mais persuasivo, você deve ser confiável. Para tal, algumas atitudes devem ser tomadas em relação ao seu comportamento. Transmita sinais de que sua linguagem corporal esteja aberta para a outra pessoa. Quando está aberta, você expõe o coração e transmite acolhimento, enquanto a linguagem fechada aparenta hostilidade e, muitas vezes, desinteresse.


Para abrir a linguagem corporal você deve manter braços e pernas descruzados, olhos na direção da pessoa, bom contato visual, sorriso, inclinação para a direção da pessoa – isso demonstra interesse – e ombros flexíveis.


Rapport

“Rapport é a capacidade de entrar no mundo de alguém, fazê-lo sentir que você o entende e que vocês têm um forte laço em comum. É a capacidade de ir totalmente do seu mapa do mundo para o mapa do mundo dele. É a essência da comunicação bem-sucedida”. Anthony Robbins


Rapport é um conceito do ramo da psicologia que é utilizada como técnica usada para criar uma ligação de sintonia e empatia com outra pessoa. Esta palavra tem origem no termo em francês “se rapporter” que significa literalmente, dentre outros, “relacionar-se”, que pode ser entendido como empatia. O rapport ocorre quando existe uma sensação de sincronização entre duas ou mais pessoas, porque elas se relacionam de forma agradável. No contexto teórico, o rapport inclui três componentes comportamentais: atenção mútua, positividade mútua e coordenação.


Importante no estudo e identificação de várias manifestações comportamentais, o rapport pode ser usado no contexto de relacionamentos pessoais e/ou profissionais. Esta técnica é muito útil, pois cria laços de compreensão entre dois ou mais indivíduos.

Usar o rapport não significa aceitar todas as opiniões da outra pessoa, e sim ouvi-la e fazer com que ela veja que o seu ponto de vista ou valores são compreendidos e respeitados. É bastante comum pessoas tentarem "forçar" o rapport, com o objetivo de manipular o outro. No entanto, quando a intenção não é ter uma ligação genuína com essa pessoa, ela pode desconfiar e reagir negativamente à tentativa.

O rapport tem grande relevância no mundo empresarial, sendo muitas vezes usado estrategicamente em processos de negociação e vendas. No rapport, uma pessoa mostra interesse na opinião e nos pensamentos do outro, uma atitude que funciona como facilitadora de qualquer negociação.


Para muitas pessoas, o rapport é algo natural, sendo que elas conseguem criar uma ligação de respeito e confiança com outras pessoas sem necessitarem que fazer um esforço consciente.


Em muitas ocasiões, o rapport está relacionado com a sedução, sendo uma ferramenta usada no contexto de relacionamentos, para melhorar a relação entre duas pessoas ou para conquistar uma pessoa interessante.


A técnica de rapport mais famosa é conhecida como espelhamento. Nesta técnica, uma pessoa imita alguns elementos da linguagem corporal da outra (como a postura, gestos, expressões faciais, respiração, etc). No entanto, é preciso ter cuidado, porque o espelhamento deve ser gradual, ou seja, o acompanhamento deve ser feito um elemento de cada vez, para que a outra pessoa não pense que está sendo alvo de deboche.


  • Sorriso – é a chave universal do rapport.

  • Otimismo – transmite confiança e sensação de poder.

  • Tratar a pessoa pelo nome – o som mais lindo que alguém pode ouvir é o do seu nome pronunciado.

  • Paciência – saiba ouvir, pois quando alguém fala é porque quer ser escutado.

Esta técnica atinge um nível inconsciente, portanto tem que ser feita com discrição, elegância e sutileza. Caso contrário, acabará irritando seu interlocutor, pois parecerá uma criança querendo implicar com seu colega, imitando todos os seus gestos. A seguir, serão apresentados alguns comportamentos que podem ser espelhados sem que pareça forçado:

  • Movimentos Corporais: escolha qualquer movimento do corpo que seja constante e espelhe.

Por exemplo, se a pessoa estiver gesticulando muito com os braços, no momento que você voltar a falar repita os mesmos movimentos que o seu interlocutor fez ao se expressar.

  • Qualidades vocais: iguale a tonalidade, volume, ritmo, velocidade e etc.

  • Palavras: use as palavras que ela usa ou/e que coloca ênfase, use também seus termos preferidos, mesmo que estejam errados, mas é o que interessa para seu interlocutor.

  • Respiração: iguale sua respiração no mesmo ritmo da respiração da outra pessoa. (Este é o mais forte, conseguindo fazer este com eficácia terá andado metade do caminho. Para ficar mais fácil descubra qual o canal preferencial –Auditivo, visual ou cinestésico - para saber qual tipo de respiração –Torácica, abdominal ou intermediária).

  • Expressões faciais: Levantar sobrancelhas, sorrir, enrugar o nariz e concordar mexendo a cabeça enquanto a pessoa fala.

Estes são alguns dos espelhamentos possíveis. O espelhamento deve ser realizado de forma sutil, para que assim a técnica se torne eficaz. A base fundamental do rapport é o acompanhamento, ou seja, primeiro acompanhe para depois conduzir, é como uma dança, primeiro você acompanha o seu par no ritmo da música e logo depois ele que te acompanhará.


Em um nível alto de rapport é possível que a pessoa comece a te espelhar, neste momento a pessoa aceita melhor a sugestão.


Feedback

O feedback é uma ferramenta extremamente útil para se manter a comunicação e, principalmente, para demonstrar interesse na outra pessoa. As reações tornam a conexão mais forte. Quando estamos conversando com alguém, o feedback é responsável pela manutenção da conexão e pela fluidez na comunicação.


Em consequência às suas reações, a pessoa o responderá e você poderá observar seu comportamento para abstrair como a pessoa está se sentindo em relação a você. Quanto mais aberta for a linguagem corporal da outra pessoa, melhor será a conexão entre você e ela.


Aproveite para observar as expressões faciais e corporais do sujeito. Como visto anteriormente, a linguagem não-verbal é responsável por grande parcela da comunicação. Sendo assim, você saberá exatamente o que a outra pessoa está querendo dizer, sem precisar dizer nenhuma palavra.


Sugestões da hipnose conversacional

O vídeo a seguir vai demonstrar como você pode dar sugestões durante o processo de hipnose conversacional:




101 visualizações2 comentários

©2020 por Faculdade da Mente.

SMPW Trecho 3 Bloco B Loja 15 Edifício BanShop - Brasília/DF

CNPJ 24.701.671/0001-48

Telefone/WhatsApp +55 (61) 4141-9965

A data estimada para entrega dos produtos dependerá do produto escolhido